Translate my page

Pesquisar neste BLOG

13 de dez de 2013

Neuroplasticidade, uma nova re-programação


Daniel Goleman é um mestre pra mim. Seus livros permanecem na minha mesinha de cabeceira como uma Bíblia a serem sempre consultados. Goleman é autor de mais de 10 livros, psicólogo, especialista nas ciências do cérebro e um jornalista científico, algo que poucos profissionais deixam de lado após um certo reconhecimento e é justamente o que me atrai no trabalho do Goleman. 

Não podemos deixar um dia sequer a pesquisa de lado. As coisas mudam o tempo todo e estar atualizado com essas mudanças é minha prioridade, por isso acompanho o mestre.

E ele escreveu recentemente um artigo em seu LinkedIn:

“Eu ouço muitas vezes as pessoas dizerem: "Eu sou o tipo de pessoa que ..." ou "Eu não sou uma pessoa extrovertida".  Comentários que sugerem que eles estão resignados a não mudar a sua autopercepção - independentemente se é imprecisa ou autodestrutiva”

Goleman continua:
“Dr. Richard J. Davidson aborda as possibilidades do uso de nossas experiências para mudar a nossa autopercepção, e positivamente treinar os nossos cérebros”

Nota: Dr. Davison em 2008 fundou o Centro de Investigação de Mentes Saudáveis, um centro de pesquisa dedicado ao estudo das qualidades positivas, como a bondade e compaixão. Ele atua no Conselho Consultivo Científico do Instituto Max Planck para Cognição Humana e Ciências do Cérebro em Leipzig desde 2011-2017 e como Presidente da seção de Psicologia da Associação Americana para o Avanço da Ciência 2011-2013.

“O que muitas vezes é referido quando falamos dessa forma, são as diferenças que percebemos em nós mesmos, em nossas reações emocionais, a maneira como reagimos à adversidade, e o tipo de humor que muitas vezes habita. E estas são as diferenças que existem entre as pessoas. Eles fazem parte de um guarda-chuva que chamamos de 'estilos emocionais'. É uma das coisas que dá à vida um monte de cores” – comenta Dr. Davison.

Ainda complementando, ele nos mostra que ás vezes, essas variações podem ser desconfortáveis. Podem resultar em sofrimento por não mudarem suas imagens. Estas são todas as variações que estão associadas a determinados circuitos cerebrais.

A ideia da neuroplasticidade é simplesmente que o cérebro muda em resposta à experiência, em resposta a nossas ações. Muda em resposta a nossos relacionamentos. Ele muda em resposta a um treinamento específico, conclui.

Estas atividades irão moldar o cérebro, e podemos tirar proveito da neuroplasticidade e realmente desempenhar um papel mais intencional na formação de nossos próprios cérebros de maneira que possa promover a saúde, cultivando o bem-estar.

Pesquisas recentes indicam que apenas duas horas engajando-se em um jogo de vídeo pode realmente mudar estruturalmente seu cérebro. Isso ressalta quão extraordinariamente dinâmico nossos cérebros são, e constantemente sendo moldado desta maneira e de outras maneiras. 

“Na maioria das vezes nós não estamos cientes de como nossos cérebros estão sendo moldados pelas forças que nos rodeiam – chama atenção, Dr. Davison”

“As pesquisas mais recentes indicam que muitos mecanismos diferentes de neuroplasticidade persistem durante toda a vida, e um dos mecanismos mais importantes de plasticidade é o crescimento de novas células cerebrais reais”

“Um adulto médio gera algo entre 5 a 10 mil novas células a cada dia. Isso acontece ao longo da vida, até o último dia. Estas células desempenham um papel muito importante na plasticidade”


Esse é um resumo do que Dr. Davison ressalta apresentado no artigo de Daniel Goleman como uma nova escolha de perceber melhor nossas experiências, não deixando a cargo do “destino”. Podemos mudar!! Temos esse poder de escolha! E como ele mesmo frisou no inicio de texto, essa mudança DÓI, dói muito! Mas precisamos insistir.

Esse é o motivo de desistirmos na primeira tentativa – a dor da RE-programação. A neuroplasticidade é como o primeiro dia de academia após intenso exercício físico. No dia seguinte os músculos vão reclamar, o cérebro vai exigir que você pare com tal “sacrifício”, mas você terá que lembrar SEMPRE que é você que está no controle e é você quem dita as regras e todo resto se adapta naturalmente...

laura botelho.





24 de set de 2013

Você é a mensagem, entenda como.

A linguagem corporal afeta a maneira como os outros nos vêem. Portanto, podemos mudar a maneira como as pessoas nos veem sempre que assim desejarmos. A psicóloga social Amy Cuddy da um show nessa palestra onde nos mostra como “fazer poses de poder” -- ficar numa postura confiante, mesmo quando não nos sentimos confiantes -- essa pratica afeta os níveis de testosterona e cortisol no cérebro nos dando um poder que não acreditávamos ter.

Você está no comando do seu cerebro. Se você não o controlar... alguém o fará por você.

Faça essa experiência: mude sua forma de encarar suas dificuldades, elas não existem, são apenas crenças que limitam outras experiências fantásticas. Acredite. 

laura botelho

18 de set de 2013

Você é a Mensagem!


Tenho a satisfação de apresentar a você mais um trabalho de Laura Botelho.

É o segundo texto publicado em Portugal de minha autoria na Revista Insights.

Aceitei o convite para escrever para a Revista a partir do seu diferencial. Uma proposta inovadora que oferece uma visão maior e mais abrangente daquilo que vem fragmentado em outras do mesmo segmento.


A revista INSIGHTS organizar-se-à em duas grandes áreas: Desenvolvimento Pessoal e Saúde/ Bem-estar. A primeira irá abranger a Psicologia, o Coaching ou a Programação Neurolinguística (PNL), sem esquecer temas como a Motivação. A segunda, quebrando barreiras entre a Medicina Tradicional e as Medicinas Complementares, incidirá em temas e terapias de ambas as áreas, por vezes cruzando-as, na lógica da Medicina Integrativa. A actividade física e a alimentação saudável, nas suas múltiplas vertentes, serão ainda temas em destaque. Sempre numa linha optimista e de motivação, iremos proporcionar aos nossos leitores diferentes perspectivas em textos originais, interessantes, com a participação de profissionais e especialistas das diversas áreas. Os conteúdos serão apresentados sob a forma de notícias, artigos de fundo, reportagens, entrevistas, artigos de opinião, entre outros

Ela fala a minha “língua”: Saúde, Bem estar e Desenvolvimento pessoal. Itens que se complementam e são importantes para o despertar do Ser Humano consciente.

Fica aqui minha colaboração. Aqui em PDF

laura botelho


















20 de ago de 2013

O cérebro foi criado para se acostumar.

O cérebro, como boa maquina, foi feito para buscar informações com o que lhe seja familiar, não necessariamente com o melhor para todo o organismo. Rapidamente nosso cérebro se acostuma com tudo, isso nos ajuda no aprendizado sobre muitas coisas, como andar de bicicleta, dirigir um carro, escalar uma montanha e até programas simples como descer uma escada.

Tudo que aprendemos fica registrado inconscientemente como um programa que rodará sempre que solicitado, mas não temos essa percepção.

Esses programas inconscientes que nos ajudam diariamente a construir aquilo que somos e aquilo que desejamos ser podem inibir outros aprendizados, outras formas de experimentar novos programas, portanto, o cérebro se acostuma com a mesma "rotina" que foi armazenada durante anos.

Ele se acostuma aos eventos diários – a rituais – cor das paredes, casamento ruim, com gritos do filho, com as piadinhas da sogra, aos abusos de todas as formas, humilhação, trabalho escravo e principalmente a dor - e não se dá conta disso CONSCIENTEMENTE. 

Mas é a mente (energia/consciência) que domina a máquina, que dita as regras, que modifica, reforma, troca, arruma, organiza, adapta, quebra o padrão do ritual para os novos programas a serem executados. 

Todos temos esse poder de nos reprogramar para ajustar a novas experiências. E o poder supremo significa a capacidade de mudar, adaptar, crescer e evoluir de maneira individual e gradual evitando a cópia das atitudes de grupo. 

Não se acostume, experimente, reveja, mude. Não tenha medo de viver, de evoluir para um estado melhor de percepção de um novo mundo. Exercite seu cérebro e aprenda com isso.

laura botelho




8 de jul de 2013

Curso - A linguagem das emoções



Hoje se sabe que os computadores podem literalmente ler mentes, da mesma forma que podemos quando refletimos nossa fisiologia com precisão. 

Alguns aspectos únicos de fisiologia - olhares especiais, tonalidades de voz ou gestos físicos podem ser encontrados em pessoas de grande poder, como John F. Kennedy, Martin Luther King Jr., ou Franklin Roosevelt. 

Se você puder modelar suas fisiologias específicas, terá acesso aos mesmos recursos do cérebro deles e começar a processar informações da maneira que eles fazem. Literalmente, você se sentirá como o outro sente. 

Se estivermos tremendo de medo, chorando, nos sentindo paralisado com todos os músculos retesados, ou quaisquer outras grandes reações fisiológicas, e no momento que estivermos consciente do nosso estado emocional e nos remetermos a outro pensamento aliado a uma fisiologia que sustente esse pensamento de mudança equilibrando a respiração para que fique tranquilo, a resposta será a recuperação do estado de calma em questão de momentos. 

Acredite. Para superar o medo em um instante e a agir, apesar de impossíveis aparências, precisamos fazer só uma coisa - mudar nosso estado de animo.


Todos nós temos uma série de máscaras faciais que utilizamos inconscientemente conforme nossa cultura, programa social, diante do ambiente que estamos atuando, mas podemos usar dessas mascaras com consciência a nosso favor. 

As expressões faciais desempenham funções que expõe o que sentimos nas atitudes interpessoais. Enviamos sinais inerentes à interação de um grupo social, um código gestual adicionado estrategicamente à manifestação de aspectos típicos da nossa personalidade. 

Mais do que a palavra o aspectos mais significativo e importante na comunicação é aquilo que não se diz – comunicação não verbal. 

O que “não se diz através da fala” está tagarelando no inconsciente do individuo, o que é despercebido por ele durante todo o tempo. Sinais estes, em grande parte involuntários, mas que se bem usados conscientemente farão toda a diferença na comunicação equilibrada e honesta, livre de enganos com todos a nossa volta. 

O objetivo do curso é aprender sobre “sinais”, identificar as diversas posturas culturais para melhorar nossa comunicação com as pessoas a nossa volta e a compreensão da comunicação com nós mesmos. 

E antes de tudo objetivando o equilíbrio espiritual – mental e fisiológico (a saúde do corpo). Estamos propondo essa descoberta imediata nesse curso no dia 27 de julho de 2013.

Inscrições limitadas a 25 participantes. 

 Contato - ekvilibrofaleconosco@gmail.com ou pelos BLOGs de Laura Botelho

http://ekvilibroconsciente.blogspot.com.br/






29 de jun de 2013

Revista de Portugal publica artigo de laura botelho


Estou muito honrada em fazer parte desse projeto da Revista INSIGHTS que visa - Saúde, Bem Estar e Desenvolvimento Pessoal -  dando enfase  a orientação holística que se aprofunda nas vertentes emocional, física, espiritual e mental do ser humano, articulando-as com as vastas exigências e desafios que a sociedade atual nos coloca. 

Gostei e faço votos que mais e mais mídias apoiem essa nova percepção - a de ver o TODO  (holos) e não somente a PARTE da informação.  

Fico grata aos irmãos Portugueses por acolher minhas ideias. Juntos - estejamos onde estivermos - somos fortes. Separados, somos frágeis, de fácil manipulação - e unir nossos conhecimentos só aumenta o campo da consciência global. Hoje sabemos mais do que ontem e temos que trilhar esse caminho evolutivo - o de desejar entender como as coisas funcionam - e nada melhor que começar por nós mesmos.

laura botelho

CLICK na imagem para aumenta-la






9 de abr de 2013

Assuntos que tratarei no Terceiro Encontro Cósmico - Serra Negra - SP



"Existem três classes de pessoas: 
Aqueles que veem. 
Aqueles que veem quando são mostrados. 
Aqueles que não veem
DaVinci

DaVinci acreditava que o funcionamento do corpo humano seria uma analogia para ao funcionamento do universo. E o movimento espiral é um pré-requisito em todos os sistemas, portanto a energia no centro da natureza. Um sistema simples de subir e descer, de fora pra dentro, de dentro para fora, uma troca infinita de informação a nosso dispor.

Dia 20 de abril 2013 a partir das 14h, eu, Laura Botelho, falarei para um público presente em Serra Negra – SP, sobre a minha visão entre o corpo e a mente humana dentro de um processo sistêmico.  Como as partes trabalham para o progresso do equilíbrio do todo.




Visão Sistêmica é isto: a forma de entender a organização como sendo um sistema integrado e único. Uma engrenagem afinada. E justamente por ser um sistema integrado, o desempenho de um componente pode afetar não apenas a própria estrutura, mas todas as suas partes.

Normalmente as pessoas analisam os problemas apenas do seu ponto de vista bem particular não percebendo, ou desejando aprender com o outro, outros ângulos que fazem parte da mesma engrenagem.

Visão sistêmica sobre nossa experiência de vida.
O que isso tudo tem a ver?

Qual a ligação entre, “Extraterrestres”, a mente humana, a doença/cura e espiritualidade e evolução? (Assuntos explorados amplamente no meu livro “2012, profecia ou pura ciência?”)

O que podemos hoje facilmente perceber é que estamos sendo manipulados por informações de um holograma. Seres mais evoluídos cientificamente (não necessariamente espiritualizados) conduzem essa experiência sem que os seres menos evoluídos (nós), ou seja, menos conscientes desses fatos, tenham percepção sobre esses eventos diários. Mas estamos acordando.

Como eles fazem isso?
Somos governados por seres mais inteligentes, mais capacitados a entender como nosso cérebro funciona e fazem uso dessa informação, mas sempre respeitando o livre arbítrio.

Acredito que “Seres extraterrestres” não existem da forma como querem que a gente veja, são apenas outros seres multidimensionais com conhecimento tecnológico avançado [para a nossa pequena e limitada percepção].

Analogamente falando?
Somos índios isolados numa floresta densa e ainda inexplorada que acredita que nada mais exista além dos que vivem na nossa própria tribo. E se aparecerem seres diferentes com muitas novidades para atrair nossa atenção... Caímos na armadilha.

Estamos todos no mesmo ambiente, mas com “paredes invisíveis” criadas por nós mesmos, pois não podemos ver aquilo que não temos conhecimento e eles sabem disso. Então, só nos deram a informação daquilo que deveríamos ver. E para ver além, é necessário saber e entender o que ver. Vamos aprender então!

Continuo dizendo: são seres evoluídos tecnologicamente, mas não espiritualmente. E assim como nós, estão fazendo aquilo que acreditam ser o “certo” para sua sobrevivência.

A mente humana e a nova programação
O cérebro é um processador de informações – análogo a uma CPU de um computador. Ao nascermos já possuímos um programa básico instalado, oriundo de experiências prévias de seres anteriores a nós (nossa família)



Cada experiência significativa é arquivada em memória celular e passada a seus sucessores, descendente através dos genes - DNA - ou por exemplos através da imitação. Ou seja, aprendemos com a experiência de outros seres, além das nossas capacidades naturais adormecidas.

Cada átomo contém uma informação que pode ser transmitida não somente a um ser, mas para muitos que estiverem no mesmo campo de afinidade. A informação é não local e viaja mais rápido que a luz. Um pensamento é mais rápido que a luz e não tem fronteiras.

Somos programados através da hipnose
Hipnose não é nada mais do que simples frequências de ondas cerebrais que as pessoas experimentam todos os dias. É biologicamente natural e, portanto, ocorre naturalmente o tempo todo fazendo parte do nosso desenvolvimento evolutivo. Mas entender como ela funciona nos livra de um bocado de encrencas.

“Saúde” - é um complexo mecanismo que necessita manter se em constante equilíbrio. Desequilibrou – temos o que chamamos “doença”. Cura e doença são apenas palavras que expressam – coerência e in-coerência espiritual.

O fluxo coerente de energia é um processo sistêmico que deve ser mantido com consciência integral diariamente aprendendo com ela a se autogerir, organizar a partir do resultado das mensagens sintomáticas.

O inconsciente não se comunica com linguagem verbal – racional, de formulação expressa, clara. Sua linguagem é puramente emocional, portanto, sua programação é feita com+sentimento total de sua parte.

Aprendizado necessita de repetição.
A religião foi introduzida nos grupos humanos por seres evoluídos tecnologicamente (não espiritualmente) fazendo uso de ferramentas simples como hipnose massiva através de símbolos = palavras, sons, cores e rituais.

A religião foi o caminho encontrado para não permitir que o cérebro (inconsciente) se afaste da ideia de quem está no controle do ambiente. Na verdade, quando as pessoas estão pedindo coisas como fé, cura, dinheiro ou paciência em suas orações, eles estão biologicamente se auto induzindo a um estado de transe leve (o que é cientificamente mensurável) se auto-hipnotizando, e mesmo que não saibam como isso funciona estão conseguindo o que desejam através da “reprogramação neurolinguistica”

Evidência do efeito vortex
"Compreender a natureza, em seguida, copiar a Natureza."
Viktor Schauberger (1885-1958)

Viktor Schauberger, foi um brilhante inventor austríaco e naturalista.
Ele nos diz que nosso desprezo pela forma como a natureza trabalha só nos trará problemas ambientais e ainda profetizou o colapso de nossa civilização, devido a nossa incapacidade de compreender como tudo na vida está interligado e interdependente

Viktor encontrou duas formas de movimento na natureza:
ð  para fora, o fluxo de expansão que é usado para quebrar, e
ð  para dentro em espiral que a natureza utiliza para construir e energizar. 

Nós usamos a primeira para gerar energia, por isso é destrutiva para o meio ambiente.

"Água morta" ainda é água, mesmo quando engarrafada ou destilada. 
Água viva, como ele ensinou, é como a água encontrada em nascentes e rios que formam espirais e vórtices que flui causando maior potencial (força vital), maior ionização, oxigenação.

Ataque e fuga
O equilíbrio entre a atração e repulsão dos átomos polarizados é o motor da criação. Um ser “bom” só é percebido como bom porque há o “mau”, a percepção daquilo que não o agrada, daquilo que ele quer fugir.

A agitação na sociedade hoje, que, apesar de muitos inconvenientes, está movimentando o mundo, mudando a percepção das coisas. Se não houvesse nenhum poder para nos tirar da zona de conforto, se não houvesse nenhum esforço para sair do lugar “desconfortável” e “doloroso”, não conheceríamos outros modelos de vida para evoluir.

E não é isso que tanto buscamos? Então, que venham as mudanças! Mas vamos nos preparar para elas. É hora de fazer as malas!

laura Botelho

Índios  que nunca viram homem branco – ou deuses arianos?





14 de jan de 2013

Palestra - Sintomas do arrependimento


Se você soubesse que há uma data provável para não estar mais nessa dimensão, ou seja, vir a falecer em um tempo mais breve do que acredita, que pensamento viria a sua mente?

Uma enfermeira americana colheu um material riquíssimo de confissões na hora da morte de inúmeros pacientes em estado terminal. Um momento sublime onde a mascara cai. 

Eles contaram sobre seus sonhos, seus arrependimentos, seus medos e suas péssimas percepções de vida - e a enfermeira resumiu em 5 pontos comuns.

Um diagnóstico tão preciso e tão fácil de ser percebido, mas que fingimos não ver, senão em casos extremos... quando o tempo se esvai. Esse material pode ajudar a muitos a entender agora, nesse exato momento, como estamos levando nossas vidas. Porque estamos frequentemente doentes. Porque estamos tão atordoados com o futuro.

Os seres humanos necessitam da visão de outras pessoas para poder enxergar a sua própria existência. O outro é uma inesgotável fonte de informação, recursos emocionais, uma visão de muitos mundos dos quais não temos acesso se nos trancarmos para essa troca.

Na hora que percebemos que não dispomos de mais tempo para manter uma “pose”, manter uma “convicção inflexível”, manter uma parcialidade nas coisas... o “filtro” perde a força e deixa a intuição falar mais alto.

Mas por que esperar tanto para rever o rumo das nossas vidas? Por que não mudar já? Por que não buscar SER ao invés de manTER?

Arrependimentos são muitos, mas esses foram os que mais pontuaram nos estudos da enfermeira.

  • Fazer mais pelo outro e cobrar isso lá na frente
  • Ter trabalhado mais e além da convivência familiar negando a própria experiência
  • De não expressar os sentimentos sinceros
  • De não ter mantido os amigos por perto
  • Não ter se permitido ser feliz por manter posições tolas.

    Com toda certeza esses são os pensamentos mais autodestrutivos que alguém possa ter e são os elementos fundamentais que levam o ser humano a perder o equilíbrio (adoecer) de forma irreversível.

Se você quiser saber mais, falarei sobre cada tópico acima e sobre cada sintoma que desvia nossa trajetória evolutiva.

Palestra Virtual – dia 22 (terça feira) de janeiro de 2013
A partir das 21h
 http://login.meetcheap.com/conference,40779863

laura botelho





Workshop de laura botelho fala sobre:

Mentes - Entenda porque Mentes masculinas e Mentes femininas estão em uma eterna disputa. Entender como funcionam seus cérebros faz toda a diferença para diminuir os atritos.

Emoções - Ter consciência de suas emoções, identifica-las, administra-las na medida certa, na quantidade certa, é ter equilíbrio, consequentemente = saúde e auto cura.

Neurolinguística - aprenda a usar seu cérebro. Nesse momento é ele que está usando você. A Lei do Universo é clara: Se você não é capaz de gerir sua própria energia, sua consciência, então alguém o fará por você.

Física quântica - a Nova Física mudou a nossa vida, mas você não tem consciência disso. Novas perspectivas, novos pontos de vista, novas interpretações sobre nosso velho mundo.



E-mail para contato.

"o sentido da vida é quando o seu propósito e o meu propósito se cruzam, então estamos fora do espaço, fora do tempo e trabalhamos juntos de uma forma totalmente diferente que afeta não só a você ou a mim, mas o todo"