Translate my page

Pesquisar neste BLOG

Carregando...

30 de nov de 2016

Espiral do Silencio e o efeito manada

Quando todos pensam igual,
é porque ninguém está pensando
Walt Lippman


Espiral do silêncio 
é uma teoria de 1977 proposta pela Cientista Política Elisabeth Noelle-Neumann, Professora emérita da Universidade de Mainz, sobre como a percepção da opinião pública pode influenciar no comportamento de um indivíduo.

Estudar comunicação de massa é algo que me atrai demais. Adoro entender como nosso cérebro aceita, reage, compartilha e se adapta a novas informações cotidianas e entender como isso funciona, nos alerta para nossas escolhas.


A ideia central dessa observação da Professora Elisabeth sobre a Espiral do Silencio é muito lúcida e aponta aquilo que já verificamos naturalmente no nosso dia a dia, mas nos faltam a pesquisa e análise para confirmação dos fatos.

Segundo Elisabeth Neumann, os indivíduos omitem sua opinião quando elas são conflitantes com a opinião dominante devido ao medo do isolamento social, da crítica, da insegurança, da não aceitação do grupo.

As pessoas com baixa auto estima costumam analisar o ambiente ao seu redor, e ao identificar que pertencem à minoria, preferem se resguardar para evitar conflitos.

Aristóteles sugere que a sociabilidade é uma propriedade essencial do homem, de forma que precisa de vínculos sociais para satisfazer suas necessidades e consequentemente, teme o isolamento.

Esse comportamento gera uma tendência progressiva a comportamentos COPYCAT, ou seja, a pessoa não expõe o que pensa, não revela sua posição quanto ao que está experimentando, não se rebela e ao contrário, automaticamente se cala e compactua com a maioria evitando um mal estar.

Quanto menor o grupo que assume abertamente a opinião divergente, maior o ônus social em expressá-la.

Elisabeth Neumann descobriu que quando um lado é superestimado, outras pessoas, decididas ou não, são influenciadas a seguir por ele. Consequentemente, quando o outro é subestimado, as pessoas tendem a afastar-se deste.

O ponto principal da teoria é a dominação da opinião pública pelos líderes de mídia e de opinião. Essas estruturas manejam a massa.

A autora vê a televisão como essencial na consolidação da opinião pública, uma vez que as discussões públicas são, em grande parte, impostas pela ação do momento (modismo de massa) que mantém uma abordagem unilateral por diversos meios de comunicação.

A mídia determina a pauta pública ao ressaltar certos assuntos e preterir outros, o que influencia na formação da Espiral do silêncio. O indivíduo recorre aos meios de comunicação para se inteirar sobre quais temas falar no convívio social e se expressa de acordo com o tema predominante.

Um exemplo recente de uma ação da “Espiral do Silencio” foi a eleição esmagadora de Donald Trump para presidente dos Estados Unidos. Quando toda mídia, todas as opiniões convertiam a vitória de Hillary Clinton, mas descobriu-se que o povo estava mentindo!

A questão é simples; as pessoas mentiam que não iriam votar em um xenófobo, racista, machista, um doido que dizia o que muitos gostariam, mas não tinham coragem de revelar.

A maioria acreditava sim que os Chineses tiraram seus empregos, mas não falavam. O povo americano acreditava sim que os latinos (Mexicanos) traziam tudo de ruim para o país que os acolhia, com drogas, armas e violência sexual. Trump não tem interesse em guerras, em invasões a outros países, mas mandar os adeptos do Islamismo pro inferno é uma de suas ideias, e isso agrada a meio mundo... Convenhamos.

Enfim, Trump diz aquilo que a maioria gostaria de dizer, mas tem medo de ser taxado de “doido”, conivente com os pensamentos politicamente incorretos de uma sociedade silenciosa. Dizer abertamente que é a favor de Donald Trump na direção do país trás conflitos graves de opinião. Então, a saída foi a omissão pública de uma opinião honesta, reservando essa expressão clara num voto sigiloso.
 
Tem que ser muito seguro de si...
E você, também tem receio de dizer o que pensa? Não gosta que a maioria discorde veementemente de suas opiniões? Prefere ficar em cima do muro, não ser contra nem a favor? Não tem opinião formada sobre nada e segue apenas o que a manada fizer? 

Que triste, eim?

Quanto a mim, já podem perceber que não sou de ficar em silencio... do contrário vocês não estariam lendo esses e outros tantos textos meus de arrepiar os cabelos, certo?

Ser do contra faz parte do meu Show – Não vim aqui a passeio. Estou aqui justamente tentando interromper essa espiral desse silencio.


laura botelho 

Esse Video demonstra a realidade desse estudo destacado acima.

Workshop de laura botelho fala sobre:

Mentes - Entenda porque Mentes masculinas e Mentes femininas estão em uma eterna disputa. Entender como funcionam seus cérebros faz toda a diferença para diminuir os atritos.

Emoções - Ter consciência de suas emoções, identifica-las, administra-las na medida certa, na quantidade certa, é ter equilíbrio, consequentemente = saúde e auto cura.

Neurolinguística - aprenda a usar seu cérebro. Nesse momento é ele que está usando você. A Lei do Universo é clara: Se você não é capaz de gerir sua própria energia, sua consciência, então alguém o fará por você.

Física quântica - a Nova Física mudou a nossa vida, mas você não tem consciência disso. Novas perspectivas, novos pontos de vista, novas interpretações sobre nosso velho mundo.



E-mail para contato.

"o sentido da vida é quando o seu propósito e o meu propósito se cruzam, então estamos fora do espaço, fora do tempo e trabalhamos juntos de uma forma totalmente diferente que afeta não só a você ou a mim, mas o todo"