Translate my page

Pesquisar neste BLOG

18 de jul de 2015

As pessoas felizes no Brasil, ou num "mundo" qualquer



Achei muito apropriado a palestra que ouvi do Prof. Karnal para esse momento político que estamos passando no Brasil.

Estamos mais atentos aos comportamentos incoerentes e estamos mais exigentes com isso. Estamos mudando nossa maneira de julgar as coisas e precisamos rever palavras que não fazem mais muito efeito no dia a dia.

Faça o que eu falo, mas não o que faço?
Ter consciência e expressar o que se pensa é muito importante, mas é necessário a presença constante da autocrítica.

Esse vídeo que apresento abaixo é parte integrante da Palestra da CPFL cultura - Café Filosófico - com o Professor de Historia da UNICAMP - Leandro Karnal que nos traz fragmentos do clássico “Hamlet” – Shakespeare (leia-se Francis Bacon) e nos chama atenção para a repetição da nossa história.
  
Hamlet é uma peça escrita entre 1599 e 1601, onde sucinta uma tragédia  familiar a partir de disputa de poder que envolve traição, vingança, corrupção e incesto.

A história é passada na Dinamarca (“há algo de podre no reino da Dinamarca”), onde o Príncipe Hamlet se empenha em vingar a morte de seu pai. O Rei Hamlet foi envenenado por seu próprio irmão, Cláudio, buscando tomar o trono e sua rainha, esposa de seu irmão.

Hamlet
POLÔNIO se despede de seu filho Laertes o cais.

E trata de guardar estes poucos preceitos:
Não expresse tudo que pensa
nem transforma em ação um pensamento tolo.

Sejas amistoso, sim, jamais vulgar.
Procura não entrar em nenhuma briga;
Mas, entrando, encurrala o medo no inimigo,
Presta ouvido a muitos, tua voz a poucos.
Acolhe a opinião de todos – mas você decide.
Usa roupas tão caras quanto tua bolsa permitir,
Mas nada de extravagâncias – ricas, mas não pomposas.
O hábito revela o homem,
Não empreste nem peça emprestado:
Quem empresta perde o amigo e o dinheiro;
Quem pede emprestado já perdeu o controle de sua economia.
E, sobretudo, isto: sê fiel a ti mesmo.
Jamais serás falso pra ninguém


Workshop de laura botelho fala sobre:

Mentes - Entenda porque Mentes masculinas e Mentes femininas estão em uma eterna disputa. Entender como funcionam seus cérebros faz toda a diferença para diminuir os atritos.

Emoções - Ter consciência de suas emoções, identifica-las, administra-las na medida certa, na quantidade certa, é ter equilíbrio, consequentemente = saúde e auto cura.

Neurolinguística - aprenda a usar seu cérebro. Nesse momento é ele que está usando você. A Lei do Universo é clara: Se você não é capaz de gerir sua própria energia, sua consciência, então alguém o fará por você.

Física quântica - a Nova Física mudou a nossa vida, mas você não tem consciência disso. Novas perspectivas, novos pontos de vista, novas interpretações sobre nosso velho mundo.



E-mail para contato.

"o sentido da vida é quando o seu propósito e o meu propósito se cruzam, então estamos fora do espaço, fora do tempo e trabalhamos juntos de uma forma totalmente diferente que afeta não só a você ou a mim, mas o todo"