Translate my page

Pesquisar neste BLOG

25 de fev de 2010

Um método Socrático de ver as coisas

Sócrates era descrito por seu maior seguidor Platão, como sendo um homem público e simples. Ele não cobrava por seu ofício de palestrar pelas alamedas da cidade e mantinha uma conversava com pessoas de qualquer classe sócio-econômica que se aproximasse.

No entanto, gostava de provocar as pessoas induzindo-as ao raciocínio sobre aquilo que comentavam com ele. E seu passatempo preferido era demonstrar ao ouvinte sua ignorância sobre aquilo que afirmava com total certeza enxergar suas experiências.

Sua máxima de vida consistia na frase descrita no Oráculo de Delfos dizia: “Conhece-te a ti mesmo”.  Outra celebre frase que chamava atenção e causava estranheza aos que lhe procuravam era a - “Só sei que nada sei”, confessando-se total desconhecedor a respeito dos assuntos que os outros se julgavam sábios.  

Seu método de conversação era a de mostrar a seus interlocutores o quanto estavam errados em seus “pré-conceitos” e “pré-julgamentos” à respeito de tudo.

Sócrates como bom integrante da escola de mistérios, teria uma visão maior sobre essa programação do ambiente. Tinha pleno conhecimento que o povo apenas repetia um velho programa que fora instalado há milhares de anos atrás, e se divertia com isso.

Através de perguntas e mais perguntas, Sócrates conduzia o diálogo até o ponto em que o outro ficava embaraçado, desconsertado e sem argumentos para sustentar suas próprias idéias. 

Esse sistema consistia em demonstrar as pessoas que não havia consistência, base suficiente, naquilo que acreditavam ser uma verdade e de onde ela teria vindo?

Dessa forma, em pouco tempo o aluno percebia esse conceito. Entendendo que todo pensamento postulados como verdade era um disco velho, que rodava em seu cérebro toda vez que fosse acionado. Sócrates realmente deu início a história do pensamento.

Sócrates era irônico em suas palestras.
Ao contrário do que vc possa entender sobre ser “irônico”, a etimologia dessa palavra significa = “pergunta”. Era justamente isso que Sócrates fazia em Atenas – perguntas. 

Sócrates tinha algumas idéias das quais eu compartilho em minha vida. 
Não quero com isso dizer que todos seus pensamentos eu acato como minha verdade. Ele tinha umas idéias próprias da época que eu não compartilho...

Faço uso do seu próprio método e com isso posso separar pensamentos que realmente me remetem às necessidades evolutivas que devo almejar nesses dias. Quero que vc reflita sobre isso Também.

Sócrates pensava assim:

  • Concentrar se no seu próprio desenvolvimento espiritual ao invés do material, seria um princípio básico da essencia de vida para o ser humano.
  • O conhecimento é a base de toda a ação virtuosa.
Esse conhecimento deve ser desenvolvido pelo próprio indivíduo, vindo de sua própria existência. O conhecimento de todas as coisas não deveria ser adquirido pela simples aceitação de opiniões individuais, mas somente pela procura daquilo que é comum a todos e que constitui a verdade universalmente válida. O objetivo geral da educação era o de desenvolver em cada indivíduo o poder de formular pressupostos universais.  

  • Focar a atenção na amizade e no sentido de comunidade - esse é o melhor modo de se crescer como uma população.

Suas ações são provas disso: ao fim de sua vida, aceitou sua sentença de morte quando todos acreditavam que fugiria de Atenas. Não concordou em abandonar os amigos, mesmo sendo orientado pelos mesmos.

  • A virtude para ele era a mais importante de todas as coisas. Acreditava que os seres humanos possuíam certas virtudes, tanto filosóficas quanto intelectuais natas.
O mundo das idéias (ou mundo inteligível) a alma já tinha o conhecimento perfeito. Para atingir esse conhecimento aqui na terra era preciso superar os 5 sentidos que nos sugerem apenas o mundo sensível e fazer a alma recordar as idéias das quais já tinha conhecimento no mundo de encarnações anteriores.

·        Sócrates tinha serias reservas quanto ao regime democrático. (eu compartilho esse pensamento). Ele não concordava que só porque uma idéia era defendida pela maioria ela estaria certa.

Estamos provando isso hoje na gestão "democrática" de nossos governantes...

·         Sócrates dizia que a verdade, quando é possível chegar a ela, está num conceito impossível de contradizer, assim, seremos capazes de formular opiniões solidas – isso evita que vc siga a massa e tente ter uma própria opinião.

Através de seu método Socrático de argüir, mostrava a ignorância de seus interlocutores sobre suas programações básicas.

O método é simples em poucas etapas.

1-     Pegue um conceito considerado verdadeiro pela maioria. Exemplos:
a)    Um bom emprego é aquele que paga melhor.
b)    Todo homem não presta.
c)    Toda loura é burra.

2 - Tente achar uma exceção – saia da generalização.

a)    Podemos trabalhar muito bem recebendo pouco, e até sem remuneração – Haja vista os trabalhos comunitários.
b)    Isso inclue Jesus Cristo.
c)    Como saberemos se rasparmos os cabelos delas ou tingi-los de preto?  Norma Jean nasceu morena e tinha olhos castanhos. Ficou burra quando virou Marilyn Monroe?

3 - Se for possível encontrar uma exceção o conceito deve ser falso ou impreciso

4 - Continue repetindo esse processo tentando achar o maximo de exceções para o conceito escolhido.


Em certo momento de sua época surge de repente uma forte corrente de pensadores se intitulando filósofos também (embora seja negado por Platão que eles fossem filósofos) – conhecidos como Sofistas.

Os sofistas entendiam que as regras morais, as posições políticas e os relacionamentos sociais deveriam ser guiados conforme a conveniência individual, tudo deveria ser avaliado segundo os interesses do homem e da forma como este vê a realidade social.

A prática do individualismo deve ter nascido aqui...

Em resumo, a sofística destruía os fundamentos de todo conhecimento usando complicados jogos de palavras, e, em seus discursos em meio ao povo ignorante, cobrava por essas informações, ao contrário de Sócrates.

Para este fim qualquer um poderia se valer de um discurso convincente, mesmo que falso ou sem conteúdo.

Isto lhe trás alguma coisa à mente nos dias de hoje?

Sócrates foi condenado à morte por inúmeras acusações, mas nenhuma foi testada com métodos socrásticos... e aos 71 anos de idade teve que engolir veneno por desrespeitar os deuses cultuados na cidade em 399 a.C. desvirtuando os jovens de Atenas com sua filosofia barata (segundo opinião dos sofistas)

Seus juízes algozes representavam os interesses dos comerciantes e industriais poderosos e influentes na sociedade vigente....

Precisa dizer mais alguma coisa?

Laura botelho

Um comentário:

  1. Cara Laura, só esquecestes de dizer que Sócrates era contra a pederastia que grassava na grécia.

    ResponderExcluir

Entre em contato conosco para mais informação sobre novos temas e locais.

Workshop de laura botelho fala sobre:

Mentes - Entenda porque Mentes masculinas e Mentes femininas estão em uma eterna disputa. Entender como funcionam seus cérebros faz toda a diferença para diminuir os atritos.

Emoções - Ter consciência de suas emoções, identifica-las, administra-las na medida certa, na quantidade certa, é ter equilíbrio, consequentemente = saúde e auto cura.

Neurolinguística - aprenda a usar seu cérebro. Nesse momento é ele que está usando você. A Lei do Universo é clara: Se você não é capaz de gerir sua própria energia, sua consciência, então alguém o fará por você.

Física quântica - a Nova Física mudou a nossa vida, mas você não tem consciência disso. Novas perspectivas, novos pontos de vista, novas interpretações sobre nosso velho mundo.



E-mail para contato.

"o sentido da vida é quando o seu propósito e o meu propósito se cruzam, então estamos fora do espaço, fora do tempo e trabalhamos juntos de uma forma totalmente diferente que afeta não só a você ou a mim, mas o todo"